quarta-feira, 30 de julho de 2008

Divagações sobre o Amor

Ao refletir nesses dias sobre o amor, pude constatar que talvez poucos realmente o conhece de verdade, apesar da frase "Eu te amo" ser dita com bastante frequência, observamos que acaba se tratando muito mais de paixão do que do amor puro e sincero que pode existir. No português existe apenas uma palavra pra definir amor, mas no grego existem três que são:


Eros: significa amor sensual, amor físico. É a palavra usada pelos gregos para falar sobre sexo. Desta palavra vem a palavra erótico, que hoje significa qualquer coisa que desperte o prazer físico. (Agora podemos entender o porquê da existência do deus grego Eros, denominado como o deus do amor. Os gregos cultuavam o que era belo e perfeito).
Filéo: significa ter afeição, gostar, prestar devoção; amor fraternal. É o sentimento que um irmão tem pelo outro, ou que os amigos experimentam entre si. É o amor que leva uma pessoa a ajudar outra. Descreve o relacionamento entre as pessoas que se ajudam mutuamente. Podemos incluir aí tambéma amor de pais e filhos.
Ágape: é o amor incondicional, altruísta. Descreve um amor desinteressado, de alguém que se dispõe a dar de si mesmo sem esperar receber nada em troca. É o amor que leva alguém a oferecer a sua própria vida para salvar a outros. Para os que acreditam, pode-se incluir aí o amor de Deus por nós.

Essas três definições traz à reflexão o tipo de amor que sentimos muitas vezes, talvez o mais comum seja o Eros, sendo aquele um tanto egoísta, no qual quer a pessoa para si, independente das circunstâncias, sendo o objeto de desejo tudo para nós sem o qual não podemos viver, mas buscando na Bíblia definições sobre o amor, encontramos o texto de I Coríntios 13 (texto que já virou canção do Renato Russo) que vai dizer assim:


"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e näo tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e näo tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e näo tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor näo é invejoso; o amor näo trata com leviandade,
näo se ensoberbece.
Näo se porta com indecência, näo busca os seus interesses, näo se irrita, näo suspeita mal;
Näo folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor jamais acaba"


Pensando nesse texto, podemos nos perguntar se o que realmente sentimos quando estamos apaixonados é amor, ou apenas paixão momentânea, será que amamos a tal ponto que se a outra pessoa disser que seria mais feliz fora do relacionamento conosco ficariamos felizes em deixá-la partir? Penso que o verdadeiro amor a deixaria partir, por mais que isso doesse em nós, mas ficariamos felizes se isso representasse o bem da pessoa que realmente amamos. Pois a amamos acima de nossos próprios interesses e paixões egoístas.


Busquemos então esse amor desprendido, livre e sincero para que possamos construir relacionamentos saudaveis que nos faça bem!

Fontes: www.br.gocities.com

Foto: www.elida.turini.zip.net





12 comentários:

... disse...

(A)mor é prerrogativa para os deuses. Tenhamos q nos contentar com o (a)mor apenas, alcançavel pelos homens. Talvez essa seja a razão de tanto sofrimento ou de se viver: a ausência de (A)mor verdadeiro.
Abraço!

Marcelo disse...

Pois é... difícil é lidar com esse amor desprendido e sem o setimento de posse. Amar em nosso mundo é um tipo de investimento e, por isso, que usamos metáforas com investir num relacinament, sair de uma relaçãop no prejuízo... H´aum ideaç de amor que é massacrado pelo realidade humana.

Alê disse...

Muito interessante a postagem. Amor sincero é algo que falta no mundo atual.

Excelente o BLOG !

Visite o meu também
www.muitosobrealgo.blogspot.com

João Áquila Lima dos Santos disse...

o amor é o amor!

nanaxinha_dk disse...

bacana seu blogggg

Mayna disse...

Lendo o seu texto pude ter a certeza que o que sinto é o Ágape. Mas amar é tão complicado...

http://maynabuco.blogspot.com

Edu França disse...

Sinceridade e vestir a camisa sem reservas, se assumir ao extremo ponto, esse mundo sofre de falta de amor próprio, as pessoas querem cada dia ser aquilo que não são aí vira o mundo um samaba do crioulo doido, de pessoas desencontradas e amores mentirosos... Nossa senhora como esse povo perde tempo!

Mário Júnior disse...

Amor..ô sentimento complicado..ô palavrinha geradora de tantas indagações. Por mais que tentem explicar nunca vai ter uma definição exata..Amor nao se explica.

Parabéns pelo blog!

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! disse...

ta lindo seu blog
legal

abraços
http://blogaragem.blogspot.com

Ane disse...

Eu acho que encontrei esse amor... sofrível, porém incondicional!!
Abraço! =)

Karina disse...

Bonito blog!
Parabéns!
bj

www.chamkli.blogspot.com

30 e poucos anos. disse...

A eterna bisca pelo significado do amor ... recei um texto hoje do Arnaldo Jabor que diz :
..."O amor é o prêmio para quem relaxa. As pessoas ficam procurando o amor como solução para todos os seus problemas quando, na realidade, o amor é a recompensa por você ter resolvido os seus problemas."